Treino Indoor // Confesse, você já trapaceou! Então veja como deixá-lo menos chato

0
361
rolo-de-treinamento

Muitas pessoas odeiam treinamento em rolo ou indoor. E por odiar tanto, nunca conseguem completar uma planilha de treino inteira. Tenho certeza que, se um dia você teve um rolo de treinamento, passou por isso.

Apesar de tudo, treinar em rolo resulta em treinos específicos e concentrados, e te faz ganhar tempo, caso você não tenha tempo.

Entre muitas coisas que sua mente visualiza e te faz pensar, a cada minuto você olha no relógio para saber quanto falta para terminar a sessão de treino-tédio.

Ok, você já confessou trapacear no treino indoor. Mas, o que fazer para não ser tão chato?

// Treino estruturado

Você não vai conseguir se livrar da sua planilha, isto é fato. Conviver com ela é sua sina.
Então, comece a se acostumar e aceitá-la. Você precisa da planilha de treino, e muito.

Você precisa visualizá-la como sua melhor amiga, a que fará você chegar onde quer. Sua mente controla tudo, TUDO! O primeiro passo é aceitar a planilha e focar na série de exercícios que terá que fazer. Não resmungue, não discuta com ela. Pegue-a, respire fundo, sorria para ela e parta para o que precisa ser feito.

// Tenha referências

Todos os treinos indoor que você fizer, anote todos os resultados obtidos. Usando um ciclocomputador, medidor de cadência e monitor cardíaco, você poderá ter muitos dados em mãos. Anote cada um deles em um caderninho.

Dados como “distância pedalada” no rolo em um determinado tempo, a média da sua cadência, média de batimentos cardíacos e etc. Tudo isso te dará referências de como você está progredindo, e isto poderá te dar um ânimo extra para treinar no rolo.

Você verá que a cada semana estará pedalando mais Km pelo mesmo tempo de sempre. Verá que para manter determinada média de velocidade seus batimentos cardíacos diminuíram 1 ou 2 pontos, verá que existe uma cadência em que você consegue pedalar por mais tempo se cansando menos. E por aí vai. Portanto, tenha referências!

// A música como sua treinadora

Como você não precisa prestar atenção com carros, caminhões e outros veículos brigando por cada centímetro das ruas e estradas, você pode fazer uma das coisas mais gostosas da vida enquanto pedala no seu treino indoor: ouvir música!

Monte uma seleção de músicas que te motivam, que tem dão um ânimo extra, que despertam sua energia. Sua seleção de música apenas precisa ser ritmada. Faça uma lista que contenha músicas quase no mesmo ritmo. Assim como a cadência da sua pedalada, a música também tem seus BPMs. E nada como uma “sonzeira” te ajudando a manter o ritmo de uma série mais pesada de exercícios, não é?

Então, a cada treino, você perceberá que só de apertar o play, a motivação para o treino aparecerá como um passe de mágica.

// Assista um vídeo ou treine online

Que tal assistir uma etapa do Tour de France ou Giro de Itália enquanto pedala? Ver o ritmo que os profissionais pedalam podem ser uma ótima fonte de ânimo para você.

Você estará pedalando no rolo, mas sua mente estará lá no vídeo com os profissionais. Por alguns segundos você pode até sentir que faz parte do contexto. Sua mente se desconectará da chatice do treino indoor e estará focada no pega entre Froome, Contador, Aru e Quintana.

Você pode ficar tão focado no vídeo assistindo o pega que pedalará mais rápido e não perceberá. Depois, quando for anotar as referências, descobrirá que aumentou seu ritmo em comparação ao treino anterior.

rolo-de-treinamento_

O que parecia um futuro distante hoje já é realidade. Conectando seu rolo de treinamento e os sensores que vão na bicicleta à um computador, você pode treinar online e também competir com outros ciclistas do mundo inteiro.

Durante um treinamento você pode participar de um pelotão virtual e encarar a subida do Col du Tourmalet, por exemplo. Fantástico, não? 😀

// O que é realmente importante?

Estas são apenas algumas dicas do que fazer. Mas o que é realmente importante?

O importante mesmo, no final das contas, é você se sentindo bem. Nada é mais gratificante como terminar uma série de exercícios e sentirmos que batemos uma meta.

Desafios são colocados em nossas frentes toda hora, todos os dias. Outros, somos nós mesmos que escolhemos enfrentar. Então, se escolhemos sermos ciclistas, também escolhemos nunca baixar nossas cabeças.

Faça seu treino indoor ou no rolo, e mesmo que seja chato demais, faça com dedicação e boa vontade. Até porque depois, no pódio, a última coisa que você lembrará que existe, é do seu rolo de treinamento. 😉