Corrente raspando e gerando ruídos? Troque a marcha!

0
3466
corrente-raspando

Um certo dia em minha oficina, montando um câmbio dianteiro padrão Direct Mount, parei alguns minutos quando fui instalar a corrente.

Olhando o manual que veio na caixinha do componente, algo forçou-me a fazer cara de paisagem.

Entre as informações, uma me pareceu um pouco engraçada. Esta escrito: “Se o ruído for um problema, mude a corrente para o próximo cassette traseiro maior…”. Achei a informação um pouco sem pé nem cabeça, e li novamente. Mas era isso mesmo.

Mas, um momento! Está escrito: “se o ruído for um problema”. No meu ponto de vista, se há ruído que não deva existir, então isso já é um problema! Concordam?

Em outras palavras, a fabricante dos componentes te dá essa opção: Monte o componente em sua bicicleta e use-a. Mas, se aquela marcha que você quer usar ficar raspando em outro componente e gerar ruído, troque de marchas.

Que coisa ridícula! Se eu tenho uma bicicleta com 20 ou 30 marchas, eu quero e tenho o direito de usar as 20 ou 30 marchas! Ou não? :-/

Qual pode ser a razão dos ruídos da corrente?

Há vários detalhes que fazem o sistema funcionar perfeitamente e sem essas raspadinhas de corrente que o fabricante parece não se importar. A mão do mecânico que monta e ajusta, e até como o quadro foi desenhado. Sim! O quadro influencia no funcionamento dos componentes.

Fabricantes de componentes como SRAM, microSHIFT e Shimano, possuem um manual técnico com todas as características técnicas que fabricantes devem aplicar na construção de seus quadros.

Estas informações contam com ângulos de tubos, desenho de gancheira de câmbio, chainline, entre dezenas de outros detalhes. Se os fabricantes seguirem os dados do fabricante de componentes que escolhem para montar suas bicicletas, não haverão problemas com ruídos de corrente raspando.

Quem é que compra uma bicicleta com tantas marchas, mas tem que conviver com ruídos ou algumas marchas a menos? Dureza… :-/