SRAM patenteia sistema de 3 câmbios rotativos integrados à coroa

0
1185

Bicho, se há uma coisa que adoro, é ver algo e pensar: Como não imaginei nisso antes?

Continuando a evolução de tudo referente à bicicleta, apareceu uma patente da SRAM sobre um sistema de câmbios rotativos que trabalham presos às coroas do pedivela.

Graças ao sistema wireless da SRAM, tudo fica bem mais “fácil’. Como o pedivela é um componente que gira, é sempre mais complicado pensar numa solução mecânica para isso.
Mas, vamos lá…

// O sistema de câmbios rotativos

Os controladores continuam os mesmos, os mágicos botões eTap. No quadro não há absolutamente nada, tudo está preso nas coroas. A arquitetura eTap continua a mesma: cada componente possui sua bateria e tudo se comunica por wireless.

Para derrubar a correte da coroa maior para a menor, há dois atuadores em posições opostas, que são o 212a e 212b, pintados em verde. Ao pedalar e acionar o eTap, estes atuadores entram na frente da corrente no momento em que os links vão se conectar aos dentes da coroa. E então a corrente é jogada para dentro, caindo na coroa menor.

Para subir da coroa menor para a maior, uma sequencia de diferentes atuadores presos em uma base comum “pescam” a corrente e a colocam gentilmente na coroa maior. São os componentes pintados em laranja.

// Sisteminha inteligente

Então, entendemos que para subir a corrente há apenas um ponto de troca em um ciclo completo de uma pedalada. Para descer a corrente, há dois pontos. Orra!!!! Calma, foi pensado para ser assim…

A parte eletrônica da bagaça sabe o momento correto de acionar tudo, e está a toda fração de segundo analisando em que posição o pedivela está.

Ou seja, não se preocupe com o “tempo” da mudança. Apenas continue pedalando, aperte o botão e a mágica acontecerá.

// Quando será lançado?

É a grande questão. A SRAM se negou a dar qualquer informação sobre este sistema.

Sabe-se que uma patente desta não é barato e fica na casa das dezenas de milhões de dólares. Mas, como a Shimano detêm grande parte das ideias e patentes, quando se encontra uma brecha tão bacana como essa, é lógico que se deve investir, mesmo que nunca seja fabricado.

O investimento já valerá pelo simples fato de não deixar que outras façam.

via cyclingtips.com