Depois dos 40 anos, ficamos 15% mais lentos a cada 10 anos

0
1028
ciclista-centenario

O francês Robert Marchand, que detém o recorde mundial da hora em sua faixa etária, foi nomeado como o melhor atleta com mais de 100 anos de idade.

Pesquisadores da Universidade de Borgonha estavam investigando como a idade afeta o desempenho dos atletas de elite enquanto envelhecem. Eles fizeram isso comparando cada um com o atual detentor do recorde mundial de sua disciplina.

Embora a pesquisa inicial se concentrasse em atletas com mais de 40 anos, a equipe decidiu usar a metodologia no melhor atleta centenário do mundo.

Os números

Com 26,93 quilômetros percorridos em uma hora, Marchand foi 50,6% mais lento do que Bradley Wiggins, que registrou 54,53 km. Em comparação, Donald Pellmann, que participou da corrida de 100 metros para a faixa etária de 100 a 104 anos em 2015, fechou com um tempo de 26,99 segundos – uma queda de 64,5% em relação ao recorde mundial Usain Bolt.

Estudos têm mostrado que a habilidade atlética pode ser mantida até cerca de 35 a 40 anos de idade. Depois, o desempenho decresce em cerca de 10 a 15 por cento por década.

Mas Marchand tem declinado muito mais lentamente. Correspondendo a um declínio relacionado à idade de menos de 8% por década durante 60 anos.

Marchand nasceu em 1911 na cidade francesa de Amiens, e começou a pedalar quando tinha 14 anos. Quando tinha 89 anos, terminou a corrida de 600 quilômetros entre Bordeaux e Paris em 36 horas.

Sem dúvida nenhum, ele escreveu seu nome da história do ciclismo.