Equipe Aqua Blue quer depender exclusivamente de loja virtual

0
561
aqua-blue-team-loja-virtual

Rick Delaney, dono da Aqua Blue, acredita que loja virtual pode sustentar a equipe pelo próximos 3 anos e mira Tour de France 2020.

O modelo atual de patrocínio não é auto-sustentável

Citando as falhas do modelo de patrocínio atual, Delaney diz que depender de um patrocinador para o time existir não é uma estratégia sustentável. Veja por exemplo as equipes Tinkoff e IAM Cycling, que serão extintas no fim de 2016.

Então, Delaney planeja abrir uma loja online, até o momento apelidada de “Amazon de bicicletas”, da qual retirará fundos para manter a Aqua Blue pelos três anos do projeto.

“A receita desta loja virtual irá diretamente para a equipe. Nem eu, nem nenhum diretor receberá alguma coisa, nem um centavo. ”

“Equipes que dependem de um único patrocinador acabam quando ele (o patrocinador) se vá. Mas no nosso caso, queremos criar a primeira equipe auto-sustentável do mundo do ciclismo.”

A loja está prevista para começar a funcionar em novembro, na Irlanda. Depois em janeiro, na Inglaterra e Alemanha. Para os Estados Unidos, a previsão é que a loja chegue em julho de 2019. Quando isso acontecer, o projeto estará completo.

A equipe Aqual Blue está licenciada para a UCI Pro Continental em 2017, e tem recrutado ciclistas do alto escalão. Martyn Irvine, Matt Brammeier e Conor Dunne já assinaram com a equipe, como Lars Petter Nordhaug da Team Sky.

tradução Fabio S.
via cyclingweekly