Shimano 14v: Patente de 1999 mostra um novo tipo de corrente

shimano-14-speed_

Antes de qualquer coisa: esta publicação não está confirmando que estes componentes estarão ou serão um dia fabricados. Vamos apenas falar sobre esta patente registrada pela Shimano em 1999.

Eu sempre digo, em rodas de conversas “técnicas” com os amigos, que a Shimano patenteia tudo que pensa. Pode ser que nunca venham a fabricar, mas garantem que nenhuma outra fabricante fabricará suas ideias.

Nesta patente de 1999, a Shimano registrou o projeto de um sistema de transmissão o qual um cassete de 14 velocidades é o foco principal. E o mais bacana de tudo: é sugerido que o cassete de 14 velocidades cabe em um freehub comum de até 10v.

Mas como, teoricamente, isso é possível?

Para caber 14 velocidades no espaço de um cassete de 9 ou 10v, cada um dos cogs foi estreitado e apertado ao extremo entre si. O espaço entre cada cog é mínimo. Até aí, nenhum segredo. O pulo do gato está na corrente!

shimano-14-speed_

A Shimano pensou uma forma de isolar do cassete cada um dos pares de links externos da corrente. Isso foi feito para que as faces de fora dos links externos não encostem no cog da marcha anterior (mais leve). O link literalmente “passa por cima” dos dentes do cog da marcha anterior.

Assim, resolveu-se o problema de espaço entre um cog/marcha e outro(a).

shimano-14-speed_

Um novo padrão de polia superior também foi pensada. A polia é rebaixada no flange inferior para que os links externos especiais da corrente não sejam apoiados no corpo da polia. Já a polia de baixo, ou polia tensionadora, continua seguindo o padrão de 11 dentes.

O cassete 14 velocidades

shimano-14-speed_

O desenho da patente mostra que a estrutura do cassete é bem parecida com o que temos hoje no mercado. Os 7 primeiros cog são apoiados em algum tipo de núcleo ou “spider”, a velocidade 8 e 9 são unidades em um segundo suporte, e as demais velocidades são montadas diretamente no freehub do cubo.

shimano-14-speed_

A princípio, o sistema seria 2×14 velocidades, e para bicicletas de estrada. Num todo, esta patente é um belo exemplo do que já foi pensado pela Shimano 18 anos atrás!

Imaginem então o que a empresa pode estar patenteando nos dias de hoje? Algum palpite? 😉

Deixe seu comentário!

Fabio Santos
Graduado em Comunicação Social & Marketing, mecânico de bicicletas, curioso, perfeccionista e muito chato. Desenvolvedor de produtos para o mercado de bicicletas, amante das bicicletas e toda a mecânica e tecnologia que envolve essas maravilhosas máquinas. Fundador da Revista BikeUP e do BikeBlog.