Lactato, ácido lático e a Dor Muscular Tardia (DMT)

dor-muscular-tardia

Gostaríamos através deste texto, de tentar esclarecer algumas dúvidas sobre o Lactato, “ácido lático” e a Dor muscular tardia (DMT). Surgiram várias perguntas de alunos e nossos leitores sobre a DMT ser oriunda do “ácido lático” ou não.

Portanto, pedimos ao Professor José Nunes, que os explicasse de maneira rápida um pouco mais sobre este assunto, vejamos: Até os dias de hoje o pessoal confunde o que é “lactato” com o que é “ácido lático”.

Por isso, infelizmente criaram por desconhecimento, uma “eterna” confusão sobre seus efeitos na atividade física. E estas estão circulando entre os praticantes de Atividade Física por muitos anos.

Para entendermos melhor e de forma prática, que o ácido lático não faz presença na musculatura, é só analisarmos o seu PH, que fica em torno de 3,86. Já o PH muscular entre (7.0), podendo chegar quando em atividades intensas a (6.0).

Esclarecimentos

Fica nítido que nosso organismo humano não resistiria a um PH tão baixo quanto ao do ácido lático. Com isso fica claro que a substância derivada da glicolise anaeróbia, ao invés de ser o ácido lático, seja o lactato.

Gostaria de esclarecer que a fórjmula do lactato que nosso corpo produz é C3H5O3, que é uma substância diferente do ácido lático. A fórmula do ácido lático é: C3H6O3. Perceba que embora sejam parecidas, são as substâncias diferentes.

No entanto, nenhuma das duas substâncias é a causadora da dor muscular tardia, e não sou eu quem afirma isto. A afirmação vem de estudos que já foram realizados sobre o tema e me ancoram nesta afirmativa.

Embora seja comum vermos alguns preparadores físicos e até alguns fisiologistas, principalmente no futebol e nos esportes coletivos dizendo que vão aplicar algumas atividades físicas leves/recreativas no dia seguinte às competições para acelerar a remoção do ácido lático e com isso reduzir a fadiga e/ou dor muscular tardia, etc.

No entanto, isso não passa de uma ilusão. Uma vez que a concentração plasmática de lactato volta aos níveis pré-exercício 2h após a realização do exercício intenso e muito antes da instalação dos primeiros sintomas da dor muscular tardia (NETO, et al, 2006).

O lactato ressintetizado

Ao sabermos que o lactato é removido (ressintetizado) em média 2h após as atividades, podemos afirmar que jamais o mesmo poderia ser o causador das dores musculares que costumam aparecer entre 24 às 72h após os exercícios. Ficou claro que nem o famoso “ácido lático”, nem o lactato são responsáveis pela DMT. No entanto, sempre existirão divergências em “opiniões”.

Com isso, cabe a nós procurarmos respostas corretas onde existam informações sérias e baseadas em evidências. Não as baseadas no “achismo” ou “experiência” de alguns que se dizem ter 20 ou 30 anos de profissão.

Referência NETO, J.M.F.A et al. Desmistificando A Ação Do Lactato Nos Eventos De Dor Muscular Tardia Induzida Pelo Exercício Físico: Proposta De Uma Aula Prática. Revista de Ensino de Bioquímica, v. 4, n. 2, p. 1-15, 2006.

Esse conteúdo é de proprieda de exerciciofisicocomsaude.com.br

Fabio Santos
Graduado em Comunicação Social & Marketing, mecânico de bicicletas, curioso, perfeccionista e muito chato. Desenvolvedor de produtos para o mercado de bicicletas, amante das bicicletas e toda a mecânica e tecnologia que envolve essas maravilhosas máquinas. Fundador da Revista BikeUP e do Gravel.one.